Oportunidades de trabalho
Tipografia
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Um currículo é um documento que lhe apresenta ao mercado de trabalho, ele deve ser conciso e ter informações suficientes para que seu possível contratante se interesse em lhe chamar para entrevista.

Artigo que reune dicas e um modelo em resposta a consulta sobre o tema.

 (Artigo em resposta a consulta feita por Neilton Gabriel S. Nogueira)


Muitas empresas hoje recebem currículo apenas por e-mail ou por formulário padrão preenchido no próprio site da empresa, outras usam serviços de sites de emprego que podem ser gratuitos ou pagos, compensa uma pesquisa e se cadastrar em alguns. Aproveite as redes específicas para trabalho como o Linkedin (linkedin.com) crie um perfil, é gratuito e um serviço respeitado.

De qualquer forma, as dicas aqui valem para qualquer deste formatos:

1 - Alguns princípios que devem ser respeitados:

1 – Não minta, exagere ou invente, seja verdadeiro e sincero, mesmo que uma mentirinha cole e consiga a vaga sua carreira fica comprometida e pode perder o emprego a qualquer momento.

2 – Cuidado com perfil no Facebook e outras redes, muitas empresas sérias “pesquisam” o perfil de seus candidatos, certas fotos, postagens ou compartilhamentos podem dar a entender que você “não tem o perfil” para a vaga ou política da empresa, tenha cuidado com a imagem que passa de você.

3 – Menos pode ser mais, ninguém vê um currículo muito longo ou que se torne tedioso de ler, exceto se for um cargo de chefia com muitas qualificações, prefira fazer só uma página.

    A dica é simples: Imagine que você é um filme, seu currículo deve ser um trailer que quem assiste tem vontade de ver o filme, simples, curto e que “dá vontade de ver mais”.
    Informar o número de inscrição no CNBC é importante porque mostra que é alguém consciente e responsável pela profissão, mas não informe outros documentos, isso é bem depois.

4 – Currículo sempre a mão, salvo nos rascunhos de seu e-mail, num drive virtual ou num pendrive no bolso, salve em pelo menos 3 formatos: .doc .pdf e .txt.

    Se precisar copiar e colar os dados em algum formulário copie do txt, se for enviar por e-mail e a empresa aceitar neste formato prefira o PDF, é certeza que vai abrir sem perder a formatação, deixe o doc como seu original e para fazer edição.

5 – Seja criterioso quanto ao que vai mencionar no currículo, omita cursos ou experiências que não tem relação com a profissão ou o cargo que procura, por exemplo, academia de dança ou curso de pintura em tecido não tem a ver com as atividades de Bombeiro, seja coerente.

6 -  Foto no currículo ajuda “se a foto for bem-feita”, com boa iluminação e fundo claro, use “traje social” ou uniforme padrão nacional, sem óculos escuros, bonés ou penteados exóticos, expressão “amigável” e simpática, a foto é de alguém que “salva e ajuda pessoas”, cara de mal não combina.

    A boa aparência aqui não é ser mais bonito ou menos bonito, mas estar bem-apresentado e passar seriedade e segurança, não é site de namoro é algo profissional, é sua imagem como profissional para uma profissão que em geral ainda é bem conservadora, formal e tradicional.

    Não use aquela foto 3x4 com qualidade ruim, faça uma foto especial para seu currículo, de rosto ou busto como as de passaporte ou aquelas de cartaz de políticos em campanha, é a sua foto de campanha para conseguir emprego, merece atenção.

2 - As informações no currículo

Para o currículo, este é o modelo que adotei e recomendo, organiza as informações em 6 blocos:

1 – Seu nome e profissão.
    Caso tenha inscrição no Conselho informe aqui, gosto de deixar como um cabeçalho.

2 – Seu objetivo e um resumo muito conciso dos pontos de destaque do seu currículo.
    Pode mencionar aqui alguma qualidade pessoal “relevante a função”, não o que você pensa de si, mas o que seus chefes ou colegas de trabalho dizem de você,
    Informe disponibilidade de horário, se disponível para viagens e mais alguma informação que julgue importante, mesmo sendo explícito sua profissão é importante colocar o objetivo.

3 – Seus contatos e endereço
    É importante que tenha um e-mail e o consulte todo dia, que não seja uma e-mail esdruxulo ou inadequado “jose.safado@…” ou algo assim, se for o caso, crie um e-mail adequado para uso profissional como “bombeiro.jose@…”, na dúvida de serviço grátis o gmail.com é boa opção.

4 – Sua formação escolar e profissional
    Informe o curso e também o ano de conclusão (se ainda não concluiu informe “cursando”), o período que cursou, o nome da instituição e a cidade, se for o caso a carga horária.

5 – Sua experiência profissional
    Aqui podem ser relacionados também estágios e serviços voluntários, um resumo de sua experiência e das atividades que exerceu.
    O nome da empresa, o tempo que passou por lá, o período, a função que exerceu, os setores ou áreas em que atuou.

6 – Outras habilidades e competências relevantes a profissão ou ao cargo, se for o caso:
    Idiomas ou curso de aperfeiçoamentos, algum prêmio ou participação em congressos ou encontros, não liste aquela palestra de 1 hora que assistiu ou cursos feito há mais de 5 anos, a menos que seja curso técnico ou graduação.

Carta de apresentação:

    Algumas empresas pedem que você faça uma “Carta de apresentação” anexa a seu currículo, é bom deixar um texto pronto, algo curto de meia página ou menos, se apresente na carta como se estivesse se apresentando numa entrevista, a base é a resumo do começo do currículo, mas desenvolva o tema dizendo quem é como profissional, o que sabe e tem a oferecer como tal.
    Neste caso foque em você como “profissional” comente outras atividades ou hobby muito superficialmente se ajudarem em seu perfil como alguém que exerce a profissão de Bombeiro.

 

    Simples assim, perceba que há poucas informações, mas estão concisas e com elementos que podem comprovar que são verídicas.
    Lembre, o currículo não é todo seu filme, é um trailer que dá vontade de assistir ao filme, a ideia é o pessoal de seleção se interessar por você e lhe chamar para entrevista.        

  Vamos ao modelo de currículo para Bombeiro, Guarda-vidas e pessoal da área de emergência:

modelo curriculo bombeiro

O que o mercado valoriza:

Em abril de 2016, perguntamos a algumas empresas contratantes do setor sobre o que faz um currículo atraente para o mercado: (em ordem alfabética)

NECTAR-ABCAM – Manaus-AM
    Sra Diana do RH, relata que um ponto fundamental é a reciclagem em dia, e que para as vagas de Bombeiro Líder nas indústrias da região do polo industrial há pré-requisito de formação como Técnico em Segurança do Trabalho. Destaca que a habilitação de motorista não é obrigatória mas é um ponto muito positivo, a redação do currículo deve ser clara pois o Bombeiro precisa saber escrever bem e ser comunicativo pois em sua profissão preenche frequentemente livros de atas e ocorrência, além de relatórios diversos.

Resgate.com – Vitória-ES
    Segundo a Sra Francieline do RH, o primeiro item observado é se o curso foi feito numa instituição séria e se está na validade, algo que destaca o candidato é se ele possuir carteira de motorista, caso a habilitação seja categoria D desta muito mais, outro ponto que conta é o tempo de experiência.

Sprink - Rio de Janeiro-RJ
    Sra Lídia do Dep. de Seleção, informa que para cada oportunidade de trabalho há perfis específicos, há vagas que pedem experiência ou preferem sem ela, há vagas que exigem que além da formação o profissional tenha também algum curso específico.
    As regras para um bom currículo são as básicas, o currículo deve ser claro em suas informações e ser verídico, nada de colocar informações pela metade ou desconexas que deixem o currículo confuso, o profissional sempre deve buscar se aperfeiçoar na área, isso mostra que ele é interessado pela profissão e o destaca daqueles que tem apenas a formação, mesmo que sua experiência na área seja informal vale a pena mencionar.

Download do modelo em PDF